O que a crise pode nos ensinar sobre metamorfose

Um discurso saturado, batido e essencial no mercado volta a tona em meio à crise. Não queremos te dar uma fórmula mágica, mas mostrar quem conseguiu achar magia em meio ao caos. Diversos cases de sucesso já são visíveis em pouco tempo, quebrar não é uma opção e enxergar as oportunidades é o que faz a transformação, provavelmente dolorosa, que mexe na missão da empresa e em tudo que ela foi por anos. Mas necessária.

Quando a Netflix parou de entregar dvd’s em casa para se dedicar exclusivamente ao streaming, a Blockbuster desacreditada de que as pessoas perderiam seu hábito de sair para alugar filmes se negou a mudar a forma de trabalho arraigada por anos, se negou ser comprada pela Netflix e acabou falindo por não entender a evolução que lhe era imposta. Afinal, ter de devolver mídias físicas correndo o risco de pagar multas já não era a melhor escolha…

Durante crises impostas como uma pandemia, a mudança não pode levar anos como o caso da Netflix, é necessário um insight que transita seu negócio de forma abrupta e revoluciona sua maneira de trabalhar.

Empresas como nosso cliente do ramo alimentício, a Estação Da Carne, que por serem obrigados e limitar a entrada de clientes em sua loja, e pensando no conforto do cliente de não ter de sair de casa por conta de um decreto público, montou um kit com porções de carne, equilibrado com 8kg de variados cortes e o integrou com entrega em domicílio para maior comodidade de seu cliente. A ação além de gerar conforto, trouxe redução das chances de contaminação dentro de sua loja.

Temos também a Rebeca Bassalo Festas, que vendo eventos serem cancelados em sua empresa de decoração de festas, adaptou uma mini festa que cabe numa caixa e permite que as pessoas de uma casa continuem celebrando a passagem do tempo com os mais próximos, contemplando decoração temática, bolo, docinhos, tudo bem enxuto, afinal, a caixa serve no máximo a 8 pessoas.

Isso sem falar no home office, quando se imaginaria que empresas que faziam reuniões diárias se tornariam reféns do Skype? As chamadas de vídeo são nova rotina para ações internas e entre outras companhias, mesmo que não seja visto de forma humana é talvez o que mais tenhamos de humano em meio a toda metamorfose que nos foi imposta.

Metamorfose-se (parafraseando Bruna Marquezine em Noronha). Mude, rompa barreiras, adapte-se. Afinal, grandes mudanças na sociedade foram responsáveis pelo surgimento de sólidas e estruturadas empresas. Vide Ford que não só criou o carro, mas também um plano de compra para seus funcionários, de forma a não vender apenas um produto e sim gerar nas pessoas a necessidade por obter um automóvel.

“Nada é permanente, exceto a mudança” – Heráclito

Leia também

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *